"Agrada-te do Senhor, e Ele satisfará os desejos do teu coração. Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nele, e o mais Ele fará." Sl37: 4-5















segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Natal e adaptação ao frio

Oi gente, eu estava planejando escrever ontem para desejar a vcs um feliz natal, mas fiquei doente e fui parar na emergência :( Apareceu uma infecção de repente e eu senti que não podia esperar muito pq estava piorando muito rápido. Graças a Deus ao chegar na emergência fui logo atendida, fui medicada e voltei pra casa me sentindo um pouco melhor. Não estou 100% ainda, mas estou bem.
Esses probleminhas que têm aparecido estão sendo como um puxão de orelha para que eu desacelere e cuide mais da minha qualidade de vida. 
Espero que eu consiga fazer isso em 2017. Aliás, eu não sei vcs, mas eu estou esperando um ano abençoado, se Deus quiser. Estou cheia de planos e eu acredito que pode ser um ano de grandes conquistas. 
Peço a Deus que me dê direcionamento e não me deixe fazer nada que não seja de Sua vontade. Eu sei que com Ele no barco tudo vai bem :)
Mudando de assunto, hoje nevou novamente aqui. Esse ano está sendo o mais frio que eu já peguei nos 5 anos que estou morando em Vancouver. Mas uma coisa tem chamado a minha atenção: uma semana a temperatura chegou a -8 (um frio de lascar!) e depois quando subiu pra 2 ou 4 eu senti como o clima estivesse agradável. Juro! tirei até a jaqueta pq estava sentindo calor. É incrível como o corpo da gente vai se acostumando as baixas temperaturas. 
Eu tenho um colega de trabalho que veio de Saskatchewan (lugar extremamente frio!!! tipo -50). Quando eu chego no trabalho com 10 kilos de roupa pra me aquecer eu me deparo com ele de calça jeans e camiseta, na boa... o contraste entre nós dois é chocante rsrsrsrs... E ele me diz que eu e uma outra colega mexicana exageramos no frio e que Vancouver tem uma temperatura super agradável rsrsrsr...
Pra vcs verem que é tudo costume. Portando, não desanimem de vir pro Canadá, o corpo de vcs vai acostumar com os invernos frios :) é só ter fé e paciência... ah, e muito casaco e chocolate quente pra esperar rsrsrsrs...
Bom, vou ficando por aqui. Quero ver se assisto algum filme hoje. 
Uma boa noite a todos e uma semana abençoada pra todos nós.


domingo, 18 de dezembro de 2016

Tá tudo sob controle

Já tá tarde por aqui, mas estou ouvindo uns louvores e pensando que eu precisava de um ir numa igreja brasileira, nem que fosse pra visitar. Infelizmente aqui em Vancouver não tem, pelo menos não tem nenhuma que eu conheço.
Nada contra as igrejas canadenses, tem muitas maravilhosas, mas tô sentindo falta do estilo do culto em português. 
A minha alma tá com sede de mais de Deus... Eu acho que não estou me alimentando espiritualmente na proporção que eu precisava. Gosto da minha igreja, gosto das pessoas, do pastor, mas tem vezes que me parece mais uma empresa funcionando do que um lugar de adoração.
Quando eu falo em empresa não pense que é no sentido lucrativo como a gente vê em muitas igrejas no Brasil, não é isso. Me refiro a ênfase na administração ser maior do que a preocupação espiritual.
Eu acho que tenho muita culpa nisso tb. Tenho estudado e trabalhado muito, mas buscado menos de Deus. Tenho falhado!
As vezes quero que as coisas dêem logo certo e esqueço que Deus tem o controle de tudo e nada vai acontecer antes da vontade dEle. Não importa o quanto eu queira algo, no momento que eu entreguei a minha vida ao Senhor eu declarei que fosse feita a vontade dEle e não a minha. E eu permaneço firme nesse propósito, crendo que o meu Deus é o Senhor da minha vida.
Não é fácil controlar a ansiedade ou domar o meu temperamento - que não é dos mais fáceis - mas quando eu tiro um tempinho para adorar, orar ou ouvir uma ministração de verdade eu sou levada a ver as coisas que estão acontecendo em minha vida com os olhos espirituais.
Na quinta foi a comemoração de Hanukah - uma festa judaica - na escola de minha filha. E em determinado momento um dos pais da escola, pessoa responsável por arrecadar doações, disse que nenhuma criança judia deve ficar sem uma educação judaica por falta de recursos.
Não importa de onde a pessoa é, quem ela é, se tem ou não problemas, se tem ou não dinheiro pra pagar, se a criança for judia ela vai ter direito a estudar lá.
Isso pode não parecer importante, mas é um dos motivos que eu sou grata pelo direcionamento de Deus na minha vida. 
Quando eu cheguei no Canadá e busquei por escolas, orei pra Deus me mostrar o lugar pra minha filha e o Senhor me levou para uma escola judaica. No começo eu não entendi, achei estranho já que eu não sou judia, mas hoje, depois do diagnóstico de dislexia e déficit de atenção, eu vejo que antes mesmo de eu saber que ia precisar Deus já tinha preparado o socorro. 
Esse é o meu Deus, o meu Senhor. Ainda que as vezes as tribulações da vida tentem me fazer esquecer de quem eu sou filha, eu sei que eu tenho um Deus que é o meu socorro bem presente do tempo de angústia. Eu sei que eu tenho um Deus de milagres e a última palavra é e sempre será dEle.
Uma semana abençoada de vitória pra todos nós.



domingo, 11 de dezembro de 2016

Que frio é esse?!

Esse inverno veio como uma grande surpresa repleto de dias frios com temperaturas abaixo de zero e neve :) Desde que eu cheguei aqui eu acho que essa é a segunda vez que eu sinto muito frio. Mas eu não estou reclamando! o frio com as roupas adequadas e os lugares devidamente aquecidos não incomoda. A neve tb não tem sido problema pra mim, eu tenho sentido uma prazer enorme em admirar as paisagens branquinhas. Mas a chuva eu já não aguento mais!!! estou cansada dos dias chuvosos e nublados, tenho sentido falta do sol.
Se eu não tivesse tão ocupada eu faria como alguns amigos meus têm feito, eles têm tirado férias para curtir a praia em países que estão no verão... ahhhh, se eu pudesse!!!! :)
Mas o legal do inverno aqui é que todas as casas têm aquecedor e todas as pias têm água quente, então, dá pra levar numa boa.
Eu acho ruim pra quem mora em casa e tem que limpar a neve na porta. Se eu morasse numa província muito gelada eu optaria por um apartamento com garagem coberta pra não ter que me preocupar com isso.
Outra coisa do inverno é a importância do café. Eu morro de inveja de quem toma café, pq nesse frio é super importante vc tomar uma bebida quente e forte pra levantar e encarar o dia. Não é a toa que aqui tem uma cafeteria em cada esquina! Mas eu não tomo café, fui criada com leite em pó e nescau :) Nunca fui chegada em bebida quente, pq morando no calor de Salvador eu só tomava o leite frio e as vezes até com pedra de gelo dentro.
Eu estava sentindo tanta falta de uma bebida quente que essa semana eu fiz um litro de chocolate quente. Comprei o chocolate amargo e fiz... nossa, que delícia!!! o problema é que eu acabei bebendo demais e tive dor de barriga :( Sem falar que o leite me deixa inchada. Eu só posso tomar o almond milk, pq o de soja me proibiram depois do câncer.
Enfim, meu povo, tô aqui curtindo o friozinho do Canadá. Tem dias que fico depressiva com tanta chuva e céu nublado, mas eu tenho curtido os dias de neve. A alegria das criança é contagiante!!! 
Quando neva a minha filha já acorda rindo, brincando, feliz da vida. Tem sido uma grande festa!!!
Eu não tive o privilégio de conhecer e brincar na neve quando criança. O mais perto que cheguei da neve foi através dos desenhos animados e de fotos de amigas que tinham visitado países com neve, mas eu mesma só fui conhecer já adulta, na época que morei nos EUA.
Eu acho que deve ser mágico para as crianças brincar na neve, pq pra nós, adultos, já é divertido, imagina pra elas.
Bom, vou ficando por aqui. Que Deus abençoe a nossa semana e os nossos planos! Espero que essas últimas semanas do ano sejam semanas de coisas boas.
Boa noite a todos.




domingo, 4 de dezembro de 2016

A vida segue

Estamos começando mais uma semana... parece normal, a gente nem nota que vamos dormir, acordar e a vida vai seguir. Falo isso pq essa semana o tempo parou para as famílias que perderam seus entes queridos naquele trágico acidente de avião na Colômbia. Muita gente morreu e não vai ter essa semana para recomeçar, mudar, viver, enfim... e os familiares e amigos estão sentindo a dor da perda e nesse momento não estão pensando que a vida continua. Por mais difícil que as coisas sejam, a vida continua. O tempo não para pq eu estou triste ou perdi alguém. Muitos morrem, outros nascem e é assim o mundo vai girando.
Eu deveria evitar ler notícias muito tristes nessa época do ano, pq o céu aqui tá tão cinza, o tempo chuvoso, as árvores secas e ai eu fico lendo essas notícias arrasadoras e fico abalada... eu sei que tenho que tomar vitamina D e me exercitar mas é tanto frio e tanta coisa pra fazer que eu vou adiando, adiando e acabo não fazendo nada.
Eu queria que a vida fosse mais fácil, mais leve... um dia vai ser, pq a bíblia diz que Deus tem preparado um lugar maravilhoso, sem dor, lágrimas ou morte para aqueles que O amam... mas temos que ter paciência pra esperar esse grande dia chegar. E até lá vamos vivendo, correndo atrás das contas pra pagar, dos desafios a serem superados e dos sonhos a serem alcançados.
Amanhã é um novo dia e temos que aproveitar pra fazer as coisas acontecerem. Por mais que o medo tente nos paralisar e os fracassos passados tentem diminuir a nossa fé devemos olhar para Aquele que pode reverter todas as coisas ao nosso favor. 
Que Deus console os corações enlutados e nos dê uma semana mais leve, mais feliz, cheia de boas notícias e grandes vitórias.



domingo, 27 de novembro de 2016

Atualizando vcs! :)

Enfim encontrei um tempo para atualizar o blog! Vcs não tem ideia de como a minha vida está corrida... a loucura está tão grande que estou até dispensando as festas que têm aparecido rsrsrsrs... Mas, graças a Deus, eu tenho a sensação que estou vivendo, que estou aproveitando as oportunidades ao invés de ficar sentando vendo o tempo passar. Pq uma das coisas mais ruins de se envelhecer é vc ver que o tempo está passando e que vc não fez nada que realmente significasse alguma coisa pra vc mesmo. 
Eu sinto que tenho feito coisas que pra mim são importantes. Acredito que deveria até estar fazendo mais, porém eu sei que as coisas acontecem no tempo que têm que acontecer.
E por falar em tempo, chegamos naquela época do ano que Vancouver fica ainda mais mágica. A cidade está toda iluminada, o clima tá maravilhoso!!! aquele friozinho tolerável, mas com gostinho de natal, lareira, chocolate quente e vinho :) Sem falar das músicas maravilhosas de natal que me lembram as escrituras bíblicas, família, amigos e as cenas de filme americano em NY. Que época linda!!!
Okay, nem tudo são flores, acordar cedo para trabalhar não tem sido muito fácil no frio, mas quando eu saio de casa e vejo a cidade toda iluminada eu vejo o amor de Deus.
A bíblia diz que Deus se revela através das coisas a nossa volta: Porquanto o que de Deus se pode conhecer neles se manifesta, porque Deus lho manifestou.
Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis;
E eu consigo ver Deus em tudo que está a minha volta, principalmente nessa época do ano.
Eu sei que é fácil ver Deus no Canadá, em Vancouver, onde tudo é muito lindo, mas não é só isso. Essa semana Israel foi atacada com fogo por terroristas palestinos do Hamas, que aproveitaram a seca dessa época do ano para criar incêndios. Milhares de pessoas tiveram que sair de suas casas, muitos feridos, o país estava ardendo em chamas enquanto os extremistas muçulmanos comemoravam e dançavam dizendo que "deus"(pq o deus deles é na letra minúscula pra mim) havia derramado fogo sobre Israel. 
Enquanto eles comemoravam eu pensava comigo que não teve uma vez que os desafios não trouxeram superação para aquela nação. Sim, Israel estava em chamas, mas eu tenho certeza que as chamas não foram para destruição mas sim para que eles mais uma vez vissem a mão de Deus. Não se assustem se de Israel sair a maior tecnologia de combate a incêndio de todos os tempos, pq é na luta que a gente recebe as grandes vitórias das mãos do nosso Deus.
Então meus amigos, eu tb consigo ver Deus nas coisas difíceis e tristes, Ele sempre se faz presente em minha vida.
Ontem um amigo postou uma foto no facebook que me me refletir. Ele veio para Vancouver como estudante internacional de um desses colleges baratos e particular, que não dão direito ao PGWP e que a maioria das pessoas nem considera. Mas foi vindo como estudante num curso barato desses que ele conseguiu uma empresa dispostas a sponsorea-lo e ele tá no processo a caminho da residência.
Gente, quando Deus quer fazer Ele faz, não importa como Ele faz.
Para encerrar vou deixar um testemunho pra vcs: minha filha tem dito muitas dificuldades na escola. Ela foi diagnosticada com dislexia e dificuldade de aprendizado. Chegaram a me dizer que ela nunca aprenderia como crianças "normais". Eu sofri, vcs não tem ideia de como eu sofri. Mas eu disse que minha filha era um presente de Deus na minha vida, ela é um milagre de Deus e o mesmo Deus que me deu ela enquanto os médicos diziam que eu tinha perdido é o Deus que vai agir na vida dela.
Não tem sido fácil e nem barato, mas ontem eu ouvi uma coisa que coloquei em cheque tudo que tinha tido sobre ela.
Fui a uma consulta com uma oftalmologista que faz exames nos músculos dos olhos (eu nunca tinha ouvido falar disso até mês passado) e eu fiquei impressionada com o que eu vi.
Os testes foram tão impressionantes que a médica me disse que era impossível dar um diagnóstico correto de dislexia com a visão que ela tem hoje, pq ela só está usando 6% da capacidade do músculo ocular. Pode ser até que ela tenha dislexia, mas isso só vai poder ser dito quando ela for capaz de focar nas coisas corretamente, o que hoje ela não consegue.
Ou seja, muito ou talvez toda a dificuldade que ela tenha em ler seja pq ela simplesmente não consegue fisicamente e não intelectualmente.
Deus no controle sempre!!!!
Uma semana abençoada pra todos nós.


sábado, 12 de novembro de 2016

Vencemos mais uma semana

Estou feliz de chegar ao final de mais uma semana corrida. Tem momentos que eu penso que não vou dar conta, que é muita pressão, mas aí Deus vem e me faz ver que eu dou conta sim, que Ele está comigo e que tudo passa. 
Ontem no estudo bíblico algumas pessoas compartilharam as lutas que tinham enfrentado durante a semana e eu fiquei pensando comigo: precisamos orar mais uns pelos outros.
Pq nós temos a tendência de achar que só nós enfrentamos problemas mas tem gente ao nosso redor as vezes enfrentando problemas maiores que os nossos e quando paramos para orar pelas outras pessoas nós nos fortalecemos para enfrentar os nossos próprios desafios.
As regras do Express Entry, um dos caminhos de imigração mais utilizados por quem quer vir pra cá, mudaram há dois dias e pegou muita gente de surpresa. Foi bom pra muita gente, mas para algumas pessoas que já estavam com tudo encaminhado pelas regras antigas foi um "balde de água fria" e em momentos assim que o chão some dos nossos pés a gente tem que olhar pra Deus e confiar.
Ontem eu participei de uma Facebook Live de uma apresentadora nos EUA e vi muita gente, até mesmo com cidadania com medo do Trump, do que ele vai fazer. Gente, não tem Trump, não tem Obama, não tem Trudeau, não tem doença, não tem catástrofe, não tem nada acima Deus e os planos dEle pra sua vida não são frustrados.
Na crise econômica de 2008 eu estava nos EUA e o pastor da minha igreja falou uma coisa bem interessante na época. Ele pregou em cima do texto de Habacuque 3 e disse que momentos de crise pra uns é de oportunidade pra outros. E ele estava certo, alguns amigos enriqueceram nessa época de crise e todos os outros sobreviveram, ou seja, foi difícil, foi ruim, mas pessoas sérias que trabalham e confiam em Deus não tem que ficar preocupadas com mudanças de leis ou governo, Deus está no controle.
Mesmo não florescendo a figueira, não havendo uvas nas videiras; mesmo falhando a safra de azeitonas, não havendo produção de alimento nas lavouras, nem ovelhas no curral nem bois nos estábulos,
ainda assim eu exultarei no Senhor e me alegrarei no Deus da minha salvação.
Habacuque 3:17,18



sábado, 29 de outubro de 2016

Saúde frágil mas com renovo dos céus

Desculpem a sumida, mas a minha semana foi bem corrida. Além de todos os problemas do dia a dia a minha saúde deu sinais de que não está 100% e eu tive que correr para os médicos, fazer exames e etc.
Mas eu aproveitei toda essa turbulência para repensar a minha vida e as minhas prioridades. Os momentos difíceis sempre me levam aos pés de Deus e é lá que eu busco entendimento e direcionamento.
Tenho tirado mais tempo para meditar na palavra e me esforçado para ouvir o que Deus quer falar comigo. Acho que eu estava realmente precisando desacelerar um pouco. Estudo, trabalho, família, projetos... tudo tão importante mas tão secundário ao mesmo tempo, pq agora o que adianta toda essa correria quando eu sou obrigada a parar pra mais uma vez cuidar da minha saúde?
Mas não se preocupem, eu estou me sentindo melhor. Ainda não tenho o resultado dos exames, mas tenho certeza que Deus está no controle de tudo.
Em falar em controle, aquela seleção de cabeleireiros não foi pra frente. Não cheguei nem perto do número de pessoas que a empresa estava procurando e eles vão continuar focando nas Filipinas. Queria muito que tivesse dado certo, principalmente pelas poucas pessoas que tinham chances, mas esse tipo de situação me mostra que por mais que a gente pense que tem alguma coisa sob controle a gente não tem.
Vcs lembram que eu dividi com vcs o problema de minha filha com o aprendizado?
Pois é, isso é outra coisa que foge do meu controle. Tudo que eu posso fazer estou fazendo e com muito esforço financeiro, e ainda assim não tenho visto o progresso que eu esperava. 
Mas na última quinta a psicóloga de minha filha me perguntou se eu conhecia uma tal de "vision therapy", pq uma das pacientes dela tem tido uma melhora considerável depois com esse tratamento.
Eu nunca tinha ouvido falar nisso e nenhum dos profissionais que eu tenho conversado nos últimos meses tocou nesse assunto!!! Eu cheguei em casa e fui direto pro computador buscar informações mais informações e descobri que muitas crianças são diagnosticadas com ADHD quando na verdade o problema delas pode estar na vista.
Não sei se é o caso da minha filha, mas resolvi marcar uma consulta pra ver. Como qualquer especialista que vc queira ver aqui em Vancouver, a consulta mais próxima que consegui foi para final de novembro, mas tudo bem, qualquer coisa que possa ajudar está valendo.
Bom, a minha semana não foi fácil, mas graças a Deus uma nova semana está iniciando e eu tenho certeza que grandes coisas ainda estão por vir. Gosto de lembrar dos textos bíblicos que nos fortalecem e nos fazem olhar pra frente. Eu sempre digo que tem versículos que a gente deveria pregar na geladeira, no espelho e nas portas pra sempre nos lembrar que Deus é o nosso refúgio e a nossa fortaleza, Ele é o nosso socorro bem presente nos momentos de angústia. O choro pode durar uma noite mas a alegria vem pelo amanhecer :)
Uma semana abençoada e cheia de vitórias pra todos nós.

domingo, 16 de outubro de 2016

Não custa pensar no assunto

Os últimos dias aqui foram de muita chuva devido a três tempestades. Estaria tudo bem se não fosse o alerta constante da mídia. Por alguns momentos eu achei que estava vindo um furacão de tão grandes que eram as tempestades e da velocidade dos ventos divulgado nas mídias sociais, radio e tv.
Mas graças a Deus foi bem menor do que era esperado. Infelizmente um adolescente morreu atingido por uma árvore na cidade de Surrey, mas fora isso ficou tudo sob controle.
Foi a primeira vez desde que eu cheguei aqui que eu vi Vancouver preocupada com uma tempestade. E pra falar a verdade eu acho o governo muito mal preparado para catástrofes naturais.
Eles até divulgam o risco de terremotos, fazem algumas palestras, mas eu acho muito pouco se comparado aos EUA. Eu não sei se a alienação é mais da parte dos imigrantes ou se é geral, mas eu vejo as pessoas meio despreparadas.
Se você perguntar para alguém qual é a rota de fuga ou onde tem shelters de emergência eu te garanto que a maioria das pessoas não vai saber dizer. 
Eu criei um grupo no Facebook chamado Richmond Group Alert para divulgar entre amigos qualquer informação sobre terremotos e outros eventos naturais e uma das pessoas adicionadas criticou dizendo que não queria viver pensando nessas coisas e que preferia pensar positivo. Eu até entendo e nem quero ser negativista, mas se vc vive numa área de risco não é melhor estar preparado? Eu acho que sim.
Eu nunca ouvi falar de furacões em BC, mas terremoto é direto. Claro que a maioria dos tremores é quase imperceptível, mas os especialistas sempre alertam sobre o tal "big one".
Ai talvez você que não mora aqui se pergunte se vale a pena sair do Brasil pra vir para um área de terremoto no Canadá. Olha, não existe lugar perfeito no mundo. Sim, aqui pode ter terremoto hoje, amanhã ou daqui a 100 anos, mas é muito difícil ter assalto, bala perdida, enchentes e desmoronamentos como ocorrem no Brasil constantemente.
Outro dia eu vi um post de uma mulher dizendo que quase teve o sobrinho sequestrado em um dos shoppings daqui. Na hora eu falei que com certeza deveria ser uma pessoa em surto psicótico pq eu achava difícil alguém tentar roubar uma criança dos braços da mãe no meio de um shopping aqui. Foi dito e certo, no dia seguinte eu li uma matéria do qual a polícia dizia que a pessoa que tentou pegar a criança tinha problemas mentais.
O Canadá não é perfeito, Vancouver não é perfeita, mas se olharmos para as estatísticas aqui ainda é muito melhor para se viver que a maioria dos países do mundo.
Eu vou deixar um video aqui feito pela cidade de Vancouver para que as pessoas vejam o que esperar no caso da cidade ser atingida por um grande terremoto. Não é para amedrontar, mas para incentivar  a pensar sobre o assunto e se preparar se um dia acontecer.
Que Deus abençoe a nossa semana, nos livre do mal e nos guie.
Uma boa noite a todos!



segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Curtindo o feriado de ação de graças 2016

Happy Thanksgiving!!!
Eu não sei se esse é o meu quarto ou quinto Thanksgiving meu no Canadá, mas foi mais um que eu passei ao lado de pessoas especiais e amigos queridos. Ah, e pela primeira vez com minha irmã!!! :)
Em falar nela, ela está bem e empolgada com a nova vida no Canadá. Ainda está um pouco perdida conciliando estudo com as tarefas domésticas e cuidado dos filhos, mas está se saindo bem... hum, mais ou menos bem rsrsrsr.
O começo é sempre um desafio, principalmente quando a gente imigra com filhos pequenos, mas com o tempo as coisas vão se encaixando e tudo se resolve. As vezes rola um estresse como o que aconteceu semana passada quando ela foi colocar as roupas pra lavar e o filho de três anos abriu a porta e mandou a de 1 ano fugir... sério!!! em 1 min a menininha já estava correndo, a sorte é que foi rápido, num rua super tranquila e minha irmã pegou toda a armação em tempo, mas pensem no susto!!! Agora ela não pisca sem ter os dois por perto rsrsrsr...
Outro dia ela deixou os dois aqui comigo pra poder ir a escola e eu tive algumas horas pra lembrar como é corrida a vida de quem tem filhos pequenos. Em dois segundos o menino abriu a mochila da bebê, tirou todos os wipes e limpou o chão da sala com eles... gente, questão de segundos!!!
Mas nada disso me fez desistir de ter mais um filho. Na verdade eu estou me convencendo de que Deus não quer que eu tenha, pq Ele sabe melhor do que eu. Mas se dependesse de mim, mesmo com toda loucura que é a minha vida, eu ainda teria mais um, talvez até dois... doida demais, né?!
Eu sempre quis uma família grande... mas como não tenho eu estou me divertindo com a filhinha de minha irmã e estou me conformando com a vida :) Nem tudo é do jeito que a gente quer e nem quando a gente quer. Deus tem Seus caminhos e Ele sabe de tudo.
Engraçado que semana passado, quando eu visitei a outra igreja, o pastor falou no meio da pregação assim: E você que está querendo engravidar já perguntou a Deus se é da vontade DEle? Ou você acha que é só querer e pronto? Você só vai engravidar se Deus quiser que você engravide.
Nessa hora eu pensei comigo: ok, Senhor, já entendi. Palavra dada, palavra recebida :)
Mas voltando ao Thanksgiving, eu comecei a comemorar essa data na época que eu morei nos EUA, pq a igreja que eu frequentava fazia um super culto em um parque lindíssimo pra comemorar o dia de ação de graças. O Thanksgiving aqui no Canadá é numa data diferente, mas o feriado é o mesmo, um dia para agradecer a Deus pela colheita, pelas bênçãos que Ele tem derramado sobre as nossas vidas.
É sem sombra de dúvida o feriado que eu mais gosto!!! pelo menos é o que tem o sentido que mais toca no meu coração. Claro que nós temos que ser gratos a Deus todos os dias do ano, mas viver em uma nação que reconhece que devemos ser agradecidos a Deus é muito importante e tem valor.
Motivos que eu tenho hoje para agradecer a Deus: estou viva, sem câncer, tenho uma filha e marido que estão bem e comigo, uma família que eu amo e que me ama, minha irmã por perto e amigos especiais que Deus tem colocado no meu caminho.
Deus é bom, em todo tempo Ele é bom.


domingo, 2 de outubro de 2016

Eu e as minhas fraquezas

Oi gente, ainda estou em recuperação da cirurgia que fiz há 3 semanas. Infelizmente eu peguei uma bactéria e tive que voltar a tomar antibiótico, mas graças a Deus estou me sentindo bem.
Na última sexta eu fui até Kelowna acompanhar as entrevistas dos cabeleireiros que querem vir pro Canadá. Foi um dia cheio, mas eu fiquei impressionada com o nível de muitos candidatos. Claro que tiveram alguns que tentaram mesmo sabendo que não tinham a mínima condição de passar por uma entrevista em inglês, mas de uma forma geral a seleção foi muito boa.
Eu confesso a vocês que fiquei um pouco abatida com o processo. Pq se dependesse de mim eu traria todo mundo, eu daria uma chance a todos, pq eu sei que inglês é uma coisa que a gente aprende com o tempo. Mas a pessoa que estava entrevistando não pensa como eu, ele sabe que cada candidato é um investimento alto, pq envolve trâmites de imigração. Eu calculo que eles gastem $4500 pra trazer cada candidato pro Canadá, então eles avaliam e investem somente naqueles que eles acham que vão se adaptar aqui e podem representar bem a empresa. É business, puro business.
Eu acabei o dia extremamente cansada, principalmente emocionalmente, sofri e fiquei nervosa com cada candidato que gaguejou e não soube responder as perguntas. Em alguns momentos, enquanto a entrevista acontecia, eu estava orando, orando em Espírito pra que Deus abençoasse a vida da pessoa que estava sendo entrevistada.
Mas uma coisa boa dessa seleção foi que eu conheci o dono da empresa pessoalmente e garanto a vcs que é um homem de um coração grande. Ele está ajudando a construir uma segunda escola na África para garotas pobres. Uma pessoa que faz isso tem consciência social. Sim, ele é um homem de negócios, veio do nada, construiu a empresa com muito trabalho e sacrifício e gente assim não joga dinheiro pela janela. Mas ele é muuuito bacana!!
Eu não sei o que Deus tem preparado pra mim, eu não sei aonde a GoNorth vai parar, eu não sei se eu vou continuar fazendo recrutamento, eu não sei de nada!!! mas eu sei de uma coisa: eu sou instrumento de Deus e onde Ele me levar e como Ele quiser me usar eu só digo "Senhor, eis-me aqui".
Como todo mundo eu preciso de dinheiro, mas eu já vi que o dinheiro não enche o meu coração, não preenche a minha vida. É bom, paga as contas, é importante, mas eu não quero se não for pra servir ao meu Deus, se não for para ajudar o próximo.
Esses últimos dias eu estava me sentindo tão cansada, tão estressada que eu resolvi visitar a igreja Calvary de Surrey. Eu precisava de uma palavra mais espiritual, eu precisa de um lugar que o Espírito transbordasse e eu resolvi ir lá... e eu estava certa! que culto maravilhoso!!! que palavra abençoada direto do trono ao meu coração... palavra profética, palavra de poder, palavra transformadora.
Mas enquanto eu estava lá, eu perguntei a Deus no meu coração se eu deveria mudar de igreja e Ele usou o pastor na pregação que na hora disse: Não é hora de mudar. Fique onde Deus te colocou.
A igreja que eu congrego é Batista tradicional, mas é tão tradicional, tão politicamente correta, que me faz sentir saudade do mover do Espírito Santo, que de tradicional não tem nada, afinal a fé não é racional. Acreditar no invisível e no impossível é loucura. Não dá pra tentar explicar com a lógica o agir de Deus, pq Deus é ilimitado e maior do que a nossa mente pode alcançar.
Existem momentos que não tem dinheiro, não tem médico, não tem família, não tem ninguém, é somente você e Deus, e nesses momentos você sente necessidade de mergulhar no espiritual, onde não limite pra se crer.
Enfim, hoje foi um dia especial, dia de recomeçar uma nova jornada com Deus.
Uma semana abençoada para todos nós.



domingo, 25 de setembro de 2016

Quase recuperada

Oi gente, estou melhor do que na semana passada, mas ainda não estou 100%. Na segunda, depois de dias sem poder me mexer muito, a minha coluna travou que eu não podia nem colocar o pé no chão direito de tanta dor. Fiquei super irritada, estressada e de mau humor. Cheguei a me arrepender de ter feito a cirurgia, mesmo sabendo que eu tinha que fazer e não era uma opção.
Mas graças a Deus estou melhor e já estou voltando a minha rotina.
Situações como essa me fazem pensar em como eu sou falha, imperfeita e dependente da misericórdia de Deus, pq em mim, definitivamente, não habita bem algum.
Mas o lado bom disso tudo é que nesses momentos eu vejo o cuidado de Deus comigo pelo marido que ele me deu. Pq apesar de tb ter uma vida corrida ele cuidou de mim em todos esses dias de recuperação e aguentou toda a minha irritação :)
Ele só acha que eu tenho que desacelerar um pouco e ter mais tempo livre pra família, pq ultimamente eu tenho me dedicado muito a um curso que estou fazendo, ao trabalho, ao schedule da minha filha e a igreja.
Tem dias que eu me sinto exausta e tenho a maior vontade de tirar férias. Se eu pudesse pegaria um avião e iria descansar no colo da minha mãe por alguns dias. Mas não dá! são tantas coisas acontecendo ao mesmo tempo que fica inviável sair agora.
Na minha cabeça eu não posso ter tempo para o trabalho e não ter para igreja. E pra mim ter tempo pra igreja não é ir nos cultos ao domingo, é realmente assumir um compromisso ministerial, o que envolve esforço, tempo e dedicação.
Eu jamais me sentiria bem comigo mesma de me dedicar completamente a minha vida secular e não fazer nada de valor espiritual, então eu acabo preenchendo o meu tempo com os dois lados.
Tem um versículo bíblico que diz assim: Buscai primeiramente o reino de Deus e a sua justiça e as demais coisas vos serão acrescentadas. Mt6:33
E eu acredito nisso como eu acredito no ar que eu respiro. Eu não consigo imaginar viver sem me envolver nas coisas de Deus ou lucrar sem assumir uma responsabilidade social com a igreja.
A gente vive em uma época que as pessoas dizem ter um relacionamento com Deus mas sem vínculo com igreja ou com ministério. Pra mim não funciona, pq quanto mais perto de Deus eu estou, mas responsável eu me sinto em servir. E no meu entendimento, mesmo com todos os defeitos que possa ter, a igreja é um lugar de alimento e de aprendizado.
Bom gente, eu vou ficando por aqui. Quero tirar um tempinho pra não fazer nada, mesmo tendo um monte de coisas pra fazer :)
Uma boa noite a todos e que o Senhor nos dê uma semana abençoada, cheia de vitórias.


domingo, 18 de setembro de 2016

Minha irmã voltou!

Oi gente, amanhã eu volto a trabalhar. Ainda não estou 100%, mas estou melhor do que semana passada. 
Continuo sem poder movimentar muito os braços, sem dormir de lado e estranhando "a novidade", mas no geral estou bem :)
Na verdade eu estou muito feliz, não somente pelo resultado da cirurgia, mas pq a minha irmã, o marido e os dois filhos chegaram para um temporada de dois anos aqui no Canadá. Eles tinham ido ao Brasil há algumas semanas e eu não sabia se eles iriam voltar ou não. Eles diziam que iam voltar, mas eu já conheci tanta gente que foi para o Brazil dizendo a mesma coisa e não voltou, que até eles chegarem eu não tinha muito certeza não :)
O que acontece é que as pessoas vão pro Brasil com muita vontade de voltar pro Canadá, mas ao chegarem lá mil coisas acontecem e elas acabam ficando. As vezes é a família que pressiona, outras é a falta de dinheiro, ou ex-amor que reaparece, enfim, cada um com sua história.
Mas minha irmã voltou!!! e o melhor, ela disse que ficou feliz quando o avião pousou no Canadá :) Sinal que ela realmente tá gostando da experiência nas terras frias do norte.
Eu sei bem como é essa sensação, pq eu amo ir ao Brasil de visita, amo de verdade, mas eu fico muito feliz quando eu chego aqui e me sinto segura novamente. A sensação de liberdade é incrível!!!
Hoje mesmo eu estava comentando com um amigo meu que ainda que o Brasil melhore a sua economia e seja um país próspero financeiramente está muito longe de ser como o Canadá.
Se eu tivesse que voltar a viver no Brasil eu iria para o interior novamente. Eu não tenho estrutura pra lidar com a violência e alto índice de criminalidade das grandes cidades.
As vezes a gente ouve falar de alguns crimes aqui, mas são aqueles crimes de oportunidade e em algumas áreas específicas. Mas no geral é tudo muito tranquilo.
Um problema que eu tenho visto aqui e que tem estado constantemente na mídia é a morte de jovens por overdose. Sai direto nos jornais, TV e mídias sociais.
Como a minha filha ainda é pequena, apenas 8 anos, e não está no high school eu não conheço ninguém enfrentando esse tipo de problema. Mas é incrível como os jovens aqui tem acesso a drogas e álcool. Os pais acham normal!!! maconha aqui é quem nem chupar chiclete, é meio que generalizado. 
O que os pais parecem não entender é que a maconha pode ser uma porta pra outras drogas e que por mais que tenham pessoas que usem e nunca fiquem dependentes, outras pessoas podem não ter a mesma sorte e ao buscar "ondas mais fortes" podem se perder em drogas mais pesadas.
Um dia eu vou levar minha filha pra visitar uma rua chamada Hastings, lá em Downtown. Um lugar deprimente, cheio de jovens e adultos completamente drogados. É o tipo de lugar que você tem que passar agradecendo a Deus por não precisar estar.
Eu tenho uma amiga que é voluntária lá, ela e o marido servem comida pra essas pessoas. Tipo de trabalho que não é visto, não é valorizado, mas tem valor de vida eterna.
Que Deus guarde os nossos filhos. Que o Senhor tenha misericórdia e nos livre desse mal. 
Eu não sei nem pq eu escrevi sobre isso :) Não é o tipo de assunto que me atrai, mas vai que é Deus chamando a atenção de alguém, né? vai saber!
Enfim, uma boa noite pra vcs. Uma semana abençoada, cheia de bênçãos.






domingo, 11 de setembro de 2016

O pós-operatório

Oi gente, passei pela cirurgia de reconstrução de mama na terça passada e correu tudo bem.
Pra minha surpresa logo na chegada eu encontrei uma brasileira que também estava esperando ser chamada para um procedimento cirúrgico. Achei interessante encontrar brasileiros no mesmo horário, no mesmo hospital que eu. E mais, temos amigos em comum! mundo pequeno, hein?!
Mas voltando a cirurgia, cheguei e fui logo chamada. Em menos de uma hora eu já estava no centro cirúrgico. Quando acordei ouvi as enfermeiras me dizendo que eu dormia muito rsrsrs... É sempre assim, toda cirurgia que eu passo eu aproveito o máximo da anestesia e durmo como se nunca mais fosse acordar.
Acordei enjoada, dolorida, com dreno, mas relativamente bem. Esperei algumas horas e fui pra casa com o meu marido. 
Minha filha estava elétrica, super preocupada comigo. Quando eu vi os olhinhos de angustia dela eu agradeci a Deus por estar viva. 
Como essa cirurgia aconteceu de repente, meu marido tirou licença do trabalho pra ficar comigo e eu deixei algumas coisas organizadas para facilitar as coisas nos primeiros dias. Sem família por perto em situações como essa a gente tem que saber como agilizar o dia a dia.
Eu cozinhei, limpei a casa, comprei roupa e pijama em tamanhos maiores e com botões, organizei uniforme, lanche e material da minha filha, enfim, deixei tudo no jeito. Mas mesmo assim meu marido tem sentido na pele os desafios de ser uma dona de casa. 
Eu sou uma paciente até fácil de lidar, mas não tenho estado com muito bom humor. Muito pelo contrário, estou super estressada!!!
Não poder me mexer direito, não poder tomar banho direito, não poder dormir de lado, ficar com dois dreno pendurados em mim e ainda dolorida e cheia de remédios têm afetado os meus nervos.
O meu lado espiritual sabe e não me deixa esquecer que eu tenho muitos motivos para agradecer a Deus, afinal, nem todas as sobreviventes de câncer de mama têm a oportunidade que eu tive de ter uma reconstrução tão bem feita e um atendimento diferenciado e de qualidade com custo quase zero.
Mas eu também sou humana e uma humana com o emocional de uma montanha russa.
Passar por essa cirurgia, que não foi escolha minha, me relembrou um pouco do que eu vivi na primeira vez que eu operei em 2011... o quanto foi difícil lidar com as incertezas, alterações de humor, efeitos colaterais, distância do marido e tudo que o câncer me trouxe.
Nesses últimos dias um de meus desejos tem sido o de ser aquele tipo de pessoa "zen", "evoluída", cheia de alegria e paz, uma pessoa totalmente diferente da estressada que eu sou hoje... e bote estressada nisso, pq eu já pensei em arrancar esses drenos e jogar pela janela.
Eu sei, vai passar!!! eu só preciso ter paciência pq vai passar, mas enquanto não passa eu tô daquele jeito.
Agora falando do resultado estético da cirurgia, eu ainda não vi tudo, mas o meu marido gostou. Eu tinha pedido que não fosse nada muito grande, mas eu acho que ficou menor do eu esperava. Por outro lado quando eu vou tomar banho e olho o design ficou bem modelado. Enfim, parece que todo esse sacrifício valeu a pena.
Que Deus derrame a paz dEle nos nossos corações e abençoe a nossa semana.



domingo, 4 de setembro de 2016

O sistema de saúde daqui

Oi gente, já estou nos preparativos pra cirurgia de terça... se eu pudesse não faria nada, mas como não tem jeito vou encarar mais essa.
Eu não tenho nada do que reclamar dos médicos daqui, mas confesso a vcs que eu ainda desconfio da eficiência deles. Eu me sentiria mais segura fazendo esse procedimento no Brasil, principalmente em relação a parte de cirurgia plástica, mas eu cancelei o meu seguro particular no Brasil há uns 3 anos e não dá pra pagar tudo particular. O jeito é pedir a Deus que vá na frente guiando as mãos dos médicos e que corra tudo bem. Tenho certeza que acima de qualquer médico está a vontade dEle.
O sistema médico daqui é um SUS bem melhorado e de uma maneira geral funciona bem em muitas áreas. Porém não é perfeito e as vezes eu ouço coisas que assustam um pouco. Por exemplo: a lista de espera para uma reconstrução de mama é de mais de um ano. 
Graças ao meu bom Deus eu tive condições de fazer o meu tratamento todo com médicos maravilhosos no Brasil que me deram um atendimento de ponta, mas eu fico pensando em quem não tem o mesmo privilégio. É muito triste você ter que esperar meses, até anos pra fechar um ciclo de sua vida.
Mas mesmo com todas as falhas do sistema daqui eu posso dizer que não desejo que fosse diferente.
Outro dia eu li uma matéria de um hospital que está brigando na justiça de BC pra ter o direito de oferecer assistência médica particular e, mesmo querendo que as coisas sejam mais rápidas e eficientes aqui eu não gostei da ideia. O sistema é público, é falho, mas é igualitário. Pobres e ricos têm os mesmos direitos e quando se trata de vida não é justo que quem tem mais dinheiro receba o melhor atendimento. 
Eu morei 8 anos nos EUA, paguei plano particular e quando eu precisei usar me saiu muuuito caro!!! Prestem atenção na quantidade de campanhas pra arrecadar dinheiro pra pessoas que ficam seriamente doentes por lá. Tratamento de câncer é uma fortuna e não tem seguro particular que pague tudo. Até mesmo o SUS no Brasil atende pacientes de câncer com prioridade, mas nos EUA se vc não tiver dinheiro, plano de saúde ou uma ong pra bancar vc morre.
Então, por isso e por muito mais, eu espero que o Canadá não vire os EUA.
Outra coisa que a gente ouve muito aqui é que falta de médicos, enfermeiros e profissionais de saúde em geral, mas na prática o governo não faz nada, absolutamente nada pra mudar isso. São poucas vagas nas universidades, são poucas universidades e os imigrantes têm que se matar pra validar o diploma. É tudo muito difícil!!! 
Aproveitando a oportunidade do assunto vou deixar um alerta aqui: não acreditem nessa história que o Canadá está precisando de milhares de profissionais. Não é mentira, mas tb não é verdade. O país precisa de gente sim, principalmente nas cidades pequenas e províncias mais frias, mas não é fácil vc chegar em Vancouver ou em Toronto e conseguir um emprego na sua área. Tenho visto muita gente chegar e poucos conseguirem entrar no mercado de trabalho na sua área de especialização. Os que conseguem se dão bem, mas muitos não conseguem.
Ontem eu estava conversando com uma brasileira que acabou de chegar aqui e estava tentando explicar o quanto é mais fácil pra uma pessoa que precisa de PR começar a vida em outras províncias, mas ela me disse que o clima de Vancouver era o motivo de estar e ficar aqui. 
Gente, eu bem sei que o clima é importante, eu mesma vim pra cá por causa do clima, mas se as leis de imigração não mudarem logo e o custo de vida aqui não diminuir, na boa, meu conselho é que comecem a vida de imigrante fora de Vancouver.
Tenho uma amiga que saiu de Vancouver pra morar em London, Ontário, e sempre que nos falamos ela me diz que Vancouver é cidade de rico, pra passar férias e que ela ainda me espera por lá :) Quem sabe!!!
Pra encerrar, se vc está em Vancouver passando alguma necessidade de comida ou conhece alguém que esteja visite o Food Bank. Sou uma das voluntárias e servimos a comunidade todos os sábados das 10:00 da manhã as 11:30. O endereço é: 6640 Blundell Rd, Richmond, BC
Que Deus abençoe a nossa semana e nos guarde de todo o mal. 


sábado, 27 de agosto de 2016

Eu e a seleção

Olá amigos blogueiros, a minha vida tem sido uma correria só, principalmente depois dessa história de achar cabeleireiros para trabalhar no Canadá... Gente, já respondi centenas de mensagens... sem brincadeira!!! Tô morta!!!
Muita gente tem entrado em contato, tem demonstrado interesse em vir, mas poucos têm chance real de conseguir a voga pela falta do inglês.
No site eu coloquei bem claramente que o candidato(a) deveria falar inglês e saber cortar cabelo masculino. Simples demais, né??? parece que não tão simples quanto eu esperava :) Recebi muitas mensagens do tipo: 
"Tenho todos os requisitos menos o inglês"
"Será que a empresa poderia pagar o meu curso de inglês?"
"Eu não sei falar inglês, mas vou dar uma olhada na internet..."
"Minha mulher corta cabelo, depila, faz sobrancelha,  mas não fala inglês"
"Eu quero muito ir, mas não falo inglês"
Mas isso não é nem a pior parte, pq eu até entendo que as pessoas queiram tentar mesmo sem poder. Eu mesma seria uma das que tentaria aprender inglês e cortar cabelo em um mês pra participar dessa seleção rsrsrsrss... O pior é receber mensagens de pessoas que moram aqui com afirmações baseadas nas experiências delas, tipo:
"O Canadá não precisa de cabeleireiros, eu vejo os salões vazios!"
"Tem muitos salões aqui e os cabeleireiros pagam pra alugar as cadeiras"
"Isso deve ser tráfico humano"
"Esse salário é muito baixo e ninguém aqui recebe isso"
"Como essas pessoas vão vir se aqui é preciso ter licença"
Eu lembro que quando eu comecei a frequentar igreja, há muuuitos anos atrás, eu observava o comportamento das pessoas e como o pastor tinha que ter jogo de cintura pra lidar com tanta gente diferente, de culturas diferentes, de jeito de ser diferente e eu pensava comigo: Deus me livre trabalhar com muita gente!!! é melhor lidar com computadores e animais do que ter que me relacionar com pessoas rsrsrssr... 
Por causa de todas essas perguntas malucas eu tive que aprofundar as minhas pesquisas em todos os sentidos. Mergulhei nas leis de imigração, nas leis de contratação de estrangeiros, busquei mais informações sobre a empresa... eu visitei sites de processos na justiça e vasculhei se a empresa tinha alguma pendência, se havia algum escândalo com empregados, enfim, fiz o meu "dever de casa". 
O que acontece é que o Canadá é um país muito grande mas a maior parte de sua população está concentrada em Toronto e Vancouver. As demais cidades têm uma carência muito grande de mão de obra. A gente sabe que os skilled workers que chegam com PR não querem morar em lugares distantes por causa do frio e da menor oferta de emprego, mas existe vida nesses lugares, acreditem, existe vida!!! Se eu estivesse chegando hoje no Canadá sem PR eu não viria pra Vancouver... quer dizer, eu até viria pq a gente acaba acreditando que chegando aqui as coisas são diferentes e a gente dar um jeito rsrsrsr... Mas a verdade é que não é fácil. A média salarial aqui é muito baixa pro custo de vida e, de uma forma geral, pra conseguir a residência pelas leis atuais vc tem que ter uma oferta de trabalho nos NOCs A, B ou O. Complicado pra quem chega com o dinheiro contado e sem a experiência canadense.
Essas empresas que contratam pessoas de fora geralmente precisam de empregados nas cidades mais distantes. Sim, o salário inicial não é nenhuma maravilha, mas o custo de vida desses lugares é mais baixo tb. Sem falar que é uma chance de ouro pra quem tem os skills, mas nunca teria as condições financeiras pra imigrar legalmente pra cá. Sinceramente, se eu não tivesse dinheiro e nem chances legais de imigrar eu toparia na hora!!! em dois anos com a residência nas mãos eu faria o que quisesse da minha vida.
Mas enfim, cada qual é cada qual... O que eu posso dizer é que eu estou muito feliz com as surpresas que Deus tem preparado pra mim. Eu faço meus planos, eu traço meus caminhos, mas de repente as mãos invisíveis do meu Deus vêm e mudam tudo. O que era deixa de ser e Ele faz tudo novo.
A melhor coisa desse mundo é saber que a minha vida está nas mãos dAquele que tem todo o poder e sabedoria e é Ele que tem me guiado.
Não sou eu que vivo, mas Cristo vive em mim e tudo que eu faço é dEle, por Ele e para Ele.
Uma semana abençoada para todos nós.

domingo, 21 de agosto de 2016

Como eu fui entrar nessa

Olá amigos, minha vida tem estado super corrida, mas eu quis dá uma parada pra compartilhar com vcs algumas novidades.
Primeiro minha irmã regressou para o Brasil na última sexta e nos deixou com o coração apertado :(. Diz ela que vai voltar e eu espero que sim rsrsrs, mas o visto que ela pediu ainda não saiu. Infelizmente o lugar que eles fizeram os exames médicos esqueceu de mandar pra imigração os resultados e o que era pra ter sido resolvido há um mês atrás ainda não foi. Enfim, Deus está no controle e essa ida dela ao Brasil veio numa boa hora e vcs vão saber pq.
Há algumas semanas atrás um colega de meu esposo deu o meu nome como referência para um mega empresário do Canadá que estava procurando cabeleireiros profissionais para trabalhar em suas empresas.
Foi difícil conseguir conversar com ele pq ele é uma pessoa muito ocupada, então eu tentei e como não consegui resolvi deixar pra lá. Tenho dentro de mim que se uma coisa não acontece é pq Deus não quer e Ele sabe de tudo. Deixei uma mensagem no celular dele dizendo como ele poderia me achar e esqueci o assunto. Mas pra minha surpresa depois de alguns dias ele me ligou e perguntou se eu trazia pessoas do Brasil pra cá e eu respondi que não, que eu tinha acabado de abrir uma agência pra trazer estudantes, mas que eu gostaria de ouvir o que ele queria pq eu estava aberta a propostas. Ele, então, me explicou que sempre trazia imigrantes para diferentes províncias do Canadá e Austrália e tinha acabado de trazer 65 profissionais das Filipinas, mas ele tinha uma funcionária brasileira muito boa e, por causa dela, ele gostaria de tentar trazer do Brasil tb. 
Achei a ideia fantástica pq eu sei que muita gente sonha em vir e não tem condições ou não consegue uma empresa pra fazer a documentação.
Porém, como brasileira desconfiada que sou, eu não me animei logo de cara. Eu precisava de mais informações pra ter certeza onde eu estava me metendo e fui atrás de dados sobre a empresa, sobre a pessoa que falou comigo e sobre o que ele estava oferecendo. Eu jamais gostaria de me envolver com alguém que praticasse crimes ou tivesse o hábito de maltratar ou explorar funcionários. Mas tudo o que eu pesquisei até agora foi positivo, inclusive pq pra ter o direito de trazer estrangeiros através do LMIA a empresa precisa pagar o salário de acordo com a categoria e ter um histórico limpo com o governo. Isso me deixou mais tranquila e eu continue a conversar com ele.
Decidimos então que eu buscaria no Brasil, ou até mesmo aqui, cabeleireiros especializados em corte masculino, experientes, com um bom nível de inglês e que quisessem assumir um contrato de dois anos pra trabalhar em alguma das províncias do Canadá.
Aproveitando que minha irmã está no Brasil, especificamente no RJ, eu pedi que ela visitasse as escolas de cabeleireiros pra encontrar os candidatos, o que ela vai fazer essa semana. Assim que tivermos um grupo bom eu irei ao Brasil com o tal empresário para que ele selecione pessoalmente as pessoas que ele vai trazer. O local e a data da seleção só será definido quando tivermos o primeiro grupo de candidatos formado, mas pela procura acho que vai ser em breve.
Esse é um projeto piloto, é um teste, se a empresa gostar do resultado eles vão fazer mais seleções lá. Por isso eu peço a vcs que me ajudem em oração pra que Deus coloque as pessoas certas nesse processo e elas saibam aproveitar essa oportunidade.
A gente sabe que o Canadá é um país frio, que a vida longe de casa nem sempre é fácil e que muitos brasileiros não sabem apreciar a cultura de educação e respeito de um país como o Canadá. Mas nós também sabemos que o nosso povo é trabalhador e criativo, onde a gente chega a gente se sobressai pelo trabalho duro.
Enfim, gente, é um novo desafio que o Senhor tem colocado nas minhas mãos, é tudo muito novo, mas eu estou confiante que é um plano de Deus pra abençoar pessoas que não tinham como vir e agora têm.
Espero em Deus que dê tudo certo.
Quero deixar claro que não está havendo nenhuma cobrança de dinheiro para os candidatos, a seleção será totalmente gratuita, ao contrário do que acontece nas Filipinas, onde os candidatos pagam pra participar e ter a chance de imigrar legalmente.
Aqui é cheio de Filipinos, pelo menos em BC tem muitos. As vezes eu penso que eles descobriram o caminho das pedras :) Mas na verdade é mais fácil pra eles pq muitos já falam inglês fluentemente. Mas, enfim, vamos ver como os brasileiros se saem nessa. Quando eu tiver mais novidades coloco aqui.
Uma semana cheia de bênçãos para todos nós.
O link com detalhes dessa seleção é esse aqui: gonorthsa.com/cabeleireiros-canada/?lang=pt-br


domingo, 14 de agosto de 2016

Eu e o meu inglês

Hoje eu tinha que gravar um video pra uma apresentação oral do curso que eu estou fazendo... Sim, gente, eu me meti em mais um curso!!! como se minha vida já não fosse cheia eu ainda invento coisa rsrs... Mas, enfim, tô estudando e tinha que fazer um video todo em inglês e foi traumatizante!!! tive que repetir o video umas 5 vezes pq o meu inglês é HORRÍVEL!!! Quando a gente fala até parece que tá mandando bem, mas quando vc se ouve... Sabe quando vc ouve os indianos ou chineses conversando e vc pensa "nossa, que sotaque carregado!"??? Pois é, eu sempre penso isso mas hoje eu vi que não estou muito longe deles não!!! ooooohhhhh bagaceira!!! Se eu tivesse dinheiro e tempo sobrando ia fazer umas aulinhas com uma fono, pq o negócio é sério!!!
Por mais que eu saiba identificar os erros na fala eles simplesmente saem da minha boca e quando eu vi já falei. E o pior é que meu cérebro acusa o erro logo que eu falo mas ai não tem como voltar atrás.
Abençoadas são as crianças que chegam aqui sem falar nada e em poucos meses falam como canadenses, sem sotaque algum e ainda nos corrigem.
Agora eu fico pensando se eu, que tenho anos morando fora do Brasil, me sinto assim, imagine quem tá chegando agora. Não é fácil!!! mas não desanimem, pelo menos nós não somos os únicos com sotaque nesse caldeirão cultural que é o Canadá. Tem gente de todas as partes do mundo e todos os sotaques e, de uma forma geral, as pessoas respeitam e levam numa boa. Acho que nós mesmos temos mais preconceito do que os próprios canadenses.
Uma das comparações que eu faço entre a minha vida aqui e o período que eu morei nos EUA é a forma como os nativos em inglês lidam com quem não é fluente. Nos EUA se vc não se faz entender o americano, de uma forma geral, não tem paciência, viras as costas e não te dá a mínima. Já aqui as pessoas tentam te entender, são mais atenciosos, educados e querem ajudar.
É claro que gente ruim e boa existe em qualquer lugar, mas de uma forma geral o pessoal aqui é mais bacana.
Já ouvi muita gente criticando os chineses que não se esforçam em aprender o inglês, mas na verdade os que não falam inglês são os mais idosos. Sim, eu concordo que todos que querem viver aqui devem falar o idioma, mas deve ser bem complicado pra quem falou chinês a vida toda, uma língua completamente diferente do inglês, chegar aqui e aprender. Os jovens falam inglês e se esforçam pra isso. Já tive vários colegas chineses e todos falavam inglês fluentemente. Mas eu penso que o preconceito em relação aos chineses aqui é igual ao preconceito dos americanos em relação aos mexicanos. Por mais americano que um mexicano possa ser ele sempre vai ser mexicano e aqui é assim. Por mais canadense que um chinês possa ser ele é visto como chinês e a culpa do alto custo de vida e de todos os atos de barberagem e mal educação é sempre deles.
Bom, gente, eu nem tenho novidades pra contar.A minha vida tá uma loucura ultimamente e não tenho feito nada além de estudar e trabalhar. Mas glórias a Deus por isso, pq até aqui o Senhor tem me sustentado e me guardado. Ele é um Deus fiel e nada acontece que não seja a vontade dEle.
Sexta que vem minha irmã tá regressando ao Brasil e eu vou ficar com o coração pequenininho. Mas estou confiante que o meu Deus está no direcionamento de tudo e o melhor pra minha irmã e sua família vai acontecer segundo a vontade de Deus pra vida deles.
Uma semana abençoada para todos nós.

domingo, 7 de agosto de 2016

Mais uma cirurgia

Olá amigos, como o título do post já diz eu vou passar por mais uma cirurgia mês que vem. Graças ao meu bom Deus não é nada muito sério.
Quando eu fiz uma mastectomia bilateral em 2011 devido a um câncer de mama eu passei pela reconstrução dos seios no mesmo dia e o método utilizado foi o preenchimento dos seios com um implante de silicone de água salina inflado aos poucos no decorrer das semanas através de um tubo. Como já faz algum tempo eu não sei ao certo quantas semanas foram necessárias pra deixar os seios no tamanho que eles são hoje, mas eu lembro que todo o processo foi cansativo e quando terminou, e eu ainda tinha o tratamento de quimioterapia pela frente, eu pedi ao médico que me desse um tempo antes de realizar uma nova cirurgia para retirada do tubo de dentro de mim. Eu queria descansar de tudo aquilo!
Porém o que eu não esperava era que o cirurgião plástico fosse morrer naquele período que eu pedi pra esperar. Ele faleceu num acidente de carro e como eu estava vindo pro Canadá preferi deixar os tubos dentro dos meus seios até decidir o que fazer. Enfim, o tempo passou, eu vim pro Canadá e logo na minha primeira consulta com a oncologista do BC Cancer Agency, os médicos que me examinaram sentiram os tubos e me encaminharam pra uma cirurgiã plástica pra que fossem retirados. Não era um risco, mas eles não queriam que eu mantivesse os tubos dentro de mim. Isso foi em 2012. Em pouco tempo, questão de 2-3 meses, a clínica me chamou pra uma consulta, mas a lista de espera para a cirurgia de fato era de um ano pra mais. Isso mesmo!!! Lembrem que o sistema daqui é público!!! coisas simples demoram pra ser resolvidas. Não é como no Brasil que vc paga e passa na frente.
Só pra dividir com vcs, mês passado deu um probleminha nos exames de imigração de meu cunhado e o médico precisou encaminha-lo pra um nefrologista pra ter certeza que não era nada demais, mas o tempo de espera pra ver um era de aproximadamente três meses. Como o meu inglês é melhor do que o dele eu liguei pra TODOS os nefrologistas de Vancouver e ouvi todos os "não" que vcs possam imaginar. Então eu, pra testar, perguntei se não fosse pelo sistema, se fosse pagando, ele seria atendido com alguma prioridade e todos me responderam que o atendimento era prioritário só era dado pra pacientes sérios. E eu perguntei o que seria um paciente sério.... Vcs sabe o que seria um paciente sério??? Pois as secretárias me disseram: falência dos rins!!! caso de morte.
Sem sucesso eu apelei pro médico que ia dar o encaminhamento e eu penso que ele contactou algum amigo dele, pq conseguimos a vaga em poucos dias. 
Bom, voltando ao meu caso, eu esperei a fila e quando eles me chamaram eu estava no meio do meu curso no BCIT e não dava pra parar minha vida toda pra fazer uma cirurgia e eu pedi pra esperar. A recuperação dessa cirurgia de seio é muito chata e dolorida e
Mas em março desse ano, no final do meu tratamento com o tamoxifeno, a médica voltou a me encaminhar pra cirurgiã plástica para retirada dos tubos e semana passada eles me chamaram pra consulta. A médica que eu tinha visto a primeira vez estava viajando e a substituta disse que poderia me operar mês que vem se eu quisesse. Na hora eu pensei em não aceitar, pq eu estou enrolada em mil coisas: trabalho, nova empresa, vida, enfim, mas eu tb pensei que não dá pra ficar adiando isso pra sempre e resolvi aceitar.
Não conheço a médica, pq é difícil vc ter referências em um país que não é o seu, mas a gente vai na fé de que Deus tá no controle e nada acontece que não seja a vontade dEle. A médica até comentou comigo que tinha acabado de chegar dos EUA e que nunca deixaria um parente seu fazer uma cirurgia lá, pq ao mesmo tempo que existem médicos muito bons existem muito ruins tb e ela estava impressionada com a incompetência médica de lá. Segundo ela aqui no Canadá não existe isso. O sistema pode ser um pouco demorado mas funciona e os médicos daqui são bons. Ela acredita que o Canadá não forma açougueiros.
Good to know!!! :)
Mas mesmo com tudo isso eu só tenho a agradecer a Deus, pq Ele tem colocado pessoas maravilhosas no meu caminho, gente que de forma direta ou indireta tem feito minha vida melhor. 
Ontem participei de mais um food bank e para honra e glória do Senhor muitos amigos meus têm se juntado a mim nesse projeto. O meu sábado é um dos poucos que nunca falta voluntário, pq os meus amigos estão sempre lá :)
Que Deus abençoe a sua vida e te use pra iluminar a vida de outras pessoas. 


segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Imigrar nem sempre é fácil!

Desde que a crise se agravou no Brasil eu tenho visto o número de brasileiros aqui em Vancouver aumentar consideravelmente e tenho acompanhado as lutas de algumas famílias. 
A verdade é que não existe uma fórmula mágica para o sucesso como imigrante, o que funciona pra um pode não funcionar pra outro e nenhum conselho vai servir pra todo mundo. Mas como eu já imigrei duas vezes eu posso dizer o que eu acho de uma forma generalizada.
A imigração dos sonhos é aquela que você já chega no país empregado, com a residência permanente e com uma poupança boa no banco. Essa sem dúvida é a melhor forma de se imigrar, mas não é a realidade da maioria... infelizmente!!!
Então quem não tem os pontos suficientes pra já entrar no Canadá como permanente residente apela pro "plano B": vem como estudante internacional pra tentar ficar. E esse é um caminho muito caro!!! 
Se a pessoa vem sozinha pode até encarar um quartinho pra morar, economiza na comida, aperta de um lado, de outro, trabalha nas madrugadas, se vira!!! Mas quando a pessoa vem com família cada centavo vale ouro!!! e o dinheiro aqui some numa facilidade que vc não tem ideia!!! 
Outro dia eu estava num lago e acabei conhecendo uma brasileira. Ela estava com um semblante triste, cansado e comentou comigo que ela e o marido estavam cogitando voltar pro Brasil. Ela estava sem trabalhar e o marido estava trabalhando poucos dias, o dinheiro estava acabando e ela não estava vendo condições de continuar a pagar o college a a viver aqui.
Aquilo cortou o meu coração, pq eu sei que é difícil chegar aqui e ninguém que vem pra ficar quer ir embora sem alcançar os seus objetivos.
Muita gente vem com pouco dinheiro acreditando que trabalhando 20 horas por semana vai dar pra pagar as contas... gente, pode até dar, mas a chance de não dar é bem maior!!! Por isso é importante ter sangue frio e muita fé! sangue frio pra ver seu dinheiro sumir e fé pra acreditar que Deus vai abençoar seu esforço e trabalho duro e você vai conseguir conquistar um espaço no mercado de trabalho.
Essa história de que o Canadá está precisando de gente e que aqui tem trabalho pra todo mundo não é bem assim. Sim, tem mercado de trabalho, mas nem sempre é em Vancouver ou em Toronto. Conseguir um emprego nas maiores cidades pode ser muuuuito difícil, pode até levar anos em alguns casos. 
Vcs já devem ter escutado que o Canadá precisa de enfermeiros, né? pois é verdade, mas nem por isso eles facilitam os enfermeiros imigrantes a exercer a enfermagem aqui. Ontem uma amiga muito querida deu um depoimento pro canal no YouTube da minha agência, a GoNorth, contando exatamente a luta que ela tem enfrentado pra exercer a enfermagem aqui. Graças a Deus, e a muito estudo e investimento financeiro dela e do marido, ela já está perto de alcançar o seu objetivo, mas não tem sido fácil.
Hoje eu passei o final de tarde na casa de uma amiga que está aqui como estudante internacional e ela estava dividindo comigo a sua frustração em estudar numa área que ela não sabe se vai coloca-la no mercado de trabalho e de trabalhar 8 horas seguidas em pé numa loja ganhando salário mínimo. 
Eu sei que tudo isso que ela está vivendo é temporário e ela vai conseguir a residência e vai ter uma carreira aqui, mas pra quem está vivendo a situação pode ser emocionalmente insuportável. Só Deus e a certeza do que a pessoa quer pode dar força pra seguir em frente e não desistir.
Eu mesma já pensei e repensei minhas escolhas inúmeras vezes!!! não por querer voltar pro Brasil, mas por não me sentir satisfeita com o meu rumo profissional aqui. Foi muito difícil passar por várias entrevistas e não ver nada acontecer... o meu emocional foi bem pra baixo.
Mas o que fazer pra diminuir o risco dessas frustrações??? 
1-planeje a sua vinda com cuidado
2-economize o que puder antes de vir
3-faça um curso que te coloque no mercado de trabalho
4-faça amigos e invista no seu networking
5-busque trabalhos onde vc tenha chance de ser sponsoreado
6-aprenda com as experiências das pessoas mas não deixe que isso tire o seu foco
7-não olhe pra trás, olhe pra frente
8-não fique perto de pessimistas
9-abrace as oportunidades
10-coloque DEUS na frente.

Uma semana abençoada pra todos nós. 

domingo, 24 de julho de 2016

Tem valido a pena!

Oi gente, espero que vcs tenham curtido o final de semana tanto quanto eu :) Aqui em Vancouver os dias têm sido lindos e de muito sol!!! Eu fico até envergonhada de ficar em casa e não aproveitar pq eu sei que em poucos meses o inverno vai chegar e as coisas vão ficar bem diferentes rsrsr... então eu tenho aproveitado muuuuito!!! 
Eu já tenho quase 5 anos de Canadá e por mais que os anos passem eu não me canso de admirar as belezas que esse lugar oferece. E eu não estou exagerando!!!
Eu sei que o Brasil tb tem lugares bonitos... eu mesmo conheci paraísos como Morro de São Paulo, Porto Seguro, Guarajuba, Gramado, enfim... mas aqui a beleza não está restrita a alguns lugares, está em todo lugar pq existe um respeito muito grande da cidade em relação a natureza. Tudo é muito conservado e bem cuidado.
Hoje mesmo, depois da igreja, fui com alguns amigos pra um parque público e fiquei pensando no privilégio que eu e as pessoas que vivem aqui têm de poder usufruir com seus filhos de lugares abertos, bem conservados e seguros. Não há moradores de rua dormindo debaixo dos brinquedos, perigo de assalto, cheiro de lixo ou sujeira no chão, enfim, um lugar quase perfeito, uma vida de sonhos que todo mundo deveria ter, mas infelizmente é pra poucos.
Pra quem não sabe, os parques de todas as escolas públicas são abertos e podem ser utilizados pela comunidade. Parece estranho quando a gente chega do Brasil e vê, pq nós vivemos a realidade da insegurança e violência, então, na nossa cabeça traumatizada não dá pra entender como uma escola pode ter sua área aberta e ser segura, mas pasmem vcs que é assim aqui e funciona. Eu até hoje não me acostumei mas sou testemunha que aqui dá certo, pq eu vou a muitos desses parques com minha filha.
Minha irmã, que está aqui desde fevereiro, as vezes reclama do processo de imigração, do custo das escolas para os estudantes internacionais e de alguns benefícios que o residente tem e que ela não tem. Mas eu sempre explico que vir para o Canadá pra viver é um investimento de vida. Sim, não é barato, é um grande sacrifício emocional e financeiro, mas a longo prazo vale a pena se vc valoriza o que o país tem pra oferecer.
No meu caso a segurança e liberdade são prioridade e eu não me arrependo de todo o esforço que eu fiz e ainda faço pra estar aqui.
Mas, enfim, na verdade é tudo uma questão de escolha e eu escolhi recomeçar a minha vida no Canadá. A minha escolha pode não ser a escolha de outras pessoas, mas pra mim e minha família até agora foi uma decisão acertada. Tenho certeza que foi um direcionamento de Deus para as nossas vidas. E eu garanto a vcs que quando Deus está no barco, por mais que a tempestade balance o barco ele não afunda :)
Uma semana abençoada pra todos nós.





domingo, 17 de julho de 2016

Eu confio!

Oi gente, espero que vcs estejam bem :) Eu tive uma semana super corrida, mas consegui descansar e aproveitar o final de semana. Eu tinha e ainda tenho algumas coisas pra fazer relacionadas a trabalho, mas eu precisava recarregar as minhas energias e deixei tudo de lado.
Hoje eu acordei com uma vontade de ficar na cama de preguiça, mas uma voz no meu coração me disse assim: Renata, não esqueça "buscai primeiro o reino do céu e a sua justiça e as demais coisas vos serão acrescentadas". Se vc tem tempo pra tudo tem que ter tempo para as coisas de Deus.
Okay Espírito Santo, já estou levantando rsrsrs... E eu fui `a igreja, graças a Deus que eu fui, pq a palavra foi incrível!!! Foi tão forte que eu desejei que todo mundo que eu conheço tivesse lá pra ouvir.
Da mesma forma que nós precisamos comer saudável pra manter o nosso corpo em pleno funcionamento, nós tb precisamos nos alimentar espiritualmente pra evitar que os problemas, dificuldades, perdas, frustrações e qualquer outra coisa que nos abale domine as nossas vidas.
Em um determinado momento da ministração eu ouvi uma mulher relatando que esteve a beira da morte por meses em um hospital junto com o seu marido depois de um grave acidente de carro. Ela recebeu alta em uma cadeira de rodas mas seu marido nunca mais se recuperou. Ela disse que no começo recebia muitas visitas de amigos e familiares, mas com o tempo as pessoas foram sumindo, pq ela morava longe, na ilha de Nanaimo, aqui em BC. A solidão, a ausência do marido e as limitações físicas fizeram com que ele desejasse a morte e ela tentou o suicídio por umas quatro vezes sem sucesso. Mas na última ela se jogou com a cadeira de rodas numa ladeira mas nada aconteceu. Ao abrir os olhos ela se viu viva e caída no chão sozinha e foi quando ela clamou desesperadamente a Deus!!! ao Deus que ela tinha ouvido falar, mas que não conhecia. Ela gritou com toda a sua alma que se Deus a colocasse de pé ela O serviria pro resto da vida. 
Gente, imagine o desespero dessa pessoa! imagine a dor.... Mas ainda que ela não visse, ainda que ela não conhecesse, ela não estava sozinha pq Deus estava ali com ela e Ele ouviu aquele clamor. Ele fez com que ela voltasse a andar ;)
Eu bem sei que existem momentos em nossa vida tão difíceis que nós desejamos fechar os olhos e não acordar mais, ou momentos que a luta é tão grande que abala a nossa fé, o nosso emocional, nos deixa sem ânimo e sem esperança. Mas em todos esses momentos existe uma porta de emergência, existe uma saída que se chama Jesus. 
Quando as coisas estão muito difíceis eu entro no lugar secreto, no Santo dos Santos, em me refugio no Senhor e eu sei que debaixo das Tuas asas não há impossível. Ele é o meu conforto, o meu consolo e o meu milagre. Ele me dá sabedoria, direcionamento e me faz andar sobre as águas.
No final do culto o louvor cantou uma das músicas atuais que mais fala ao meu coração. A letra fala de uma pessoa que tentou realizar os sonhos dela sozinha, sem a ajuda de Deus, até cansar e resolver entregar nas mãos do Senhor por saber que Ele sabe de tudo e a confiança dela está nEle.
Senhor, eu confio em Ti. Meu caminhos entrego em Suas mãos.



Letting go of every single dream
I lay each one down at Your feet
Every moment of my wandering
Never changes what You see
I’ve tried to win this war I confess
My hands are weary I need Your rest
Mighty Warrior, King of the fight
No matter what I face, You’re by my side
When You don’t move the mountains I’m needing You to move
When You don’t part the waters I wish I could walk through
When You don’t give the answers as I cry out to You
I will trust, I will trust, I will trust in You!
Truth is, You know what tomorrow brings
There’s not a day ahead You have not seen
So, in all things be my life and breath
I want what You want Lord and nothing less
When You don’t move the mountains I’m needing You to move
When You don’t part the waters I wish I could walk through
When You don’t give the answers as I cry out to You
I will trust, I will trust, I will trust in You!
You are my strength and comfort
You are my steady hand
You are my firm foundation; the rock on which I stand
Your ways are always higher
Your plans are always good
There’s not a place where I’ll go, You’ve not already stood
When You don’t move the mountains I’m needing You to move
When You don’t part the waters I wish I could walk through
When You don’t give the answers as I cry out to You
I will trust, I will trust, I will trust in You!
I will trust in You!
I will trust in You!
I will trust in You!


domingo, 10 de julho de 2016

E nasce um novo projeto

Oi gente, espero que vcs estejam bem. Eu sei que não conheço a maioria de vcs, mas quando eu penso em escrever um post aqui eu tento imaginar como eu posso abençoar a sua vida de alguma forma. 
Vcs sabem que eu vim pro Canadá há mais de quatro anos, estudei, trabalhei, me dediquei ao voluntariado, fiz amigos, comecei um trabalho na igreja, enfim, tenho construído minha vida aqui do zero como a maioria dos imigrantes. E hoje eu quero dividir com vcs mais uma fase desse processo de adaptação.
Há alguns meses eu decidi que começaria a fazer alguma coisa pra mim mesma, até mesmo pra poder administrar meus horários e poder escolher as pessoas que trabalhariam comigo. 
Eu estava orando pra que Deus me desse um direcionamento, mas eu não sabia bem o que fazer e como fazer. Até que o Senhor me enviou um casal abençoado pra trabalhar comigo na igreja, nos estudos bíblicos que ministro nas sextas. Conversa vai e conversa vem chegamos a conclusão que deveríamos abrir um negócio e abrimos :) Meio que no impulso. Mas a gente sabia que não daria pra começar a trabalhar de fato até que terminássemos um treinamento específico. O meu sócio, então, começou a se preparar e está trabalhando duro pra aprender tudo que a gente precisa pra continuar com esse projeto. 
Mas eu estava parada e precisava fazer alguma coisa. Vcs sabem que o custo de vida aqui é alto e as contas "brotam do chão"!!! Foi quando eu conheci um outro brasileiro e rolou uma empatia. Ele tinha a ideia de trabalhar com intercâmbio de uma forma diferente e em uma conversa, tb no impulso :) decidimos começar uma agência. Mas eu não queria me envolver na parte de venda e preços, pq eu não sou o tipo de pessoa que olha alguém com um sonho e coloca um preço. Se depender de mim eu vou ajudar de graça e o negócio vai a falência antes de começar rsrsrsrs....
Como esse meu amigo já era um empresário eu pensei que ele faria essa parte chata e eu ficaria só na parte boa, a de ajudar pessoas a realizar o sonho delas de morar fora do Brasil. Plano perfeito, né??? rsrsrsrs... Pelo menos eu achei :) Mas o meu amigo não podia se dedicar 100% a esse projeto agora, pq tinham outras coisas acontecendo na vida dele e ele resolveu seguir outro caminho.
Nesse tempo surgiu uma proposta de trabalho na minha área e eu comecei a trabalhar... Eu fui pra entrevista só por ir mesmo, não achei que fosse dar em nada. Mas Deus tinha outros planos. O dono da empresa perguntou se eu tinha vindo sozinha pra cá e eu disse que não, que vim com meu marido e filha. Ele perguntou onde minha filha estudava e eu respondi que era na escola judaica de Richmond. Nessa hora os olhos dele brilharam e ele me disse que era um dos fundadores da escola e me perguntou se ele poderia ligar pro diretor pra pedir referências minhas e eu disse que sim, sem problema. No mesmo dia ele ligou e deve ter ouvido alguma coisa boa pq alguns dias depois me chamou pra segunda entrevista... Gente, tudo aqui é referência, indicação!!! Ele já começou a me tratar como funcionária da empresa. Me chamou pra conhecer a empresa e os funcionários e depois me fez uma proposta. Eu fiquei balançada mas recusei, o valor não dava pra cobrir o que eu precisava. Vcs acreditam que ele insistiu e me mandou uma contra-proposta??? pois ele me ofereceu outra que se adequava ao que eu precisava agora e eu aceitei. Eu realmente vi Deus agindo.  Mas o projeto da agência, algo meu, estava vivo e eu resolvi  continuar com o projeto. Pesquisei muito sobre o assunto, conversei com amigos da área, com consultores de imigração e entrei em contato com escolas, colleges e universidades.... Conheci muita gente bacana, brasileiros dispostos a ajudar, mas tb vi o desprezo de quem não está nem aí pra quem está começando. Mas como eu acredito em um Deus que está acima de todas as coisas e é maior do que qualquer porta fechada eu corri atrás, enxerguei acima dos obstáculos e nasceu a GoNorth Studies Abroad :)
É a minha segunda empresa aqui, mas a primeira em pleno funcionamento. Sim, é uma empresa, tem custos, eu preciso ter lucro, mas o meu maior objetivo não é esse. Eu quero ser usada, através do que eu faço, como um canal de bênção. Que em tudo seja o meu Deus louvado e glorificado.
Visitem o site e conheçam um pouco do meu novo projeto :) 
gonorthsa.com
Que Deus abençoe as nossas vidas, o meu novo projeto e o de vcs tb, seja qual for.



domingo, 3 de julho de 2016

As consequências de nossas escolhas

Olá, amigos blogueiros, como vcs já devem imaginar a minha semana foi cheia de passeios turísticos por Vancouver. Minha mãe está aqui e nós temos rodado bastante. Mas, infelizmente, "alegria de pobre dura pouco" e amanhã a noite ela já volta pro Brasil. Sim, foi uma viagem curta!!! mas graças a Deus que ela veio.
A parte dura da despedida já começou hoje pela manhã quando a minha filha perguntou se a avó ia mesmo embora amanhã e eu disse que sim... foi o fim do mundo pra ela!!! Ela chorou copiosamente!!! foi um choro sentido, de dor, de saudade. Foi difícil pra mim vê-la sofrendo tanto e não poder fazer nada. Enquanto ela dizia que sentia muita saudade da família do Brasil, que ela não entendia pq não podia ter todos juntos, eu, com lágrimas nos olhos, a abraçava bem forte como se ela pudesse sentir todo o meu amor através dos meus braços ao redor dela. Foi um momento difícil pra mim, um daqueles que eu me perguntei se eu não deveria ter ficado no Brasil perto da minha família.
Eu não me arrependo de ter imigrado, mas eu só tenho uma filha e priva-la do convívio familiar é um preço alto que ela está pagando pela minha escolha. 
É incrível como cada passo que a gente dá na vida tem seu preço!!! :( 
Eu estou com dois jovens lá em casa e as vezes eu tento explicar isso pra eles, que as nossas escolhas vão influenciar as nossas vidas de uma maneira positiva ou negativa e que, portanto, a gente tem que saber o que está fazendo. É claro que eles não ouvem!!! eles estão na fase de acreditar que sabem de tudo e que tudo vai dar sempre certo. Bom, minha vinda pro Canadá foi uma decisão acertada, mas ainda sim trouxe e ainda traz desafios que só Deus pra não me fazer desistir.
Gente, eu já tenho 15 anos fora do Brasil!!! desses 15 eu passei 2 anos e meio no Brasil mas sabendo que não ficaria lá indefinitivamente pq o Canadá era um projeto de Deus pra minha vida. 15 anos não são 15 dias, é uma vida!!! E se vcs me perguntassem o que eu faria diferente eu não saberia responder. Já pensei e repensei sobre isso e cheguei a conclusão que ou eu imigraria novamente e faria tudo de novo ou não imigraria e teria uma vida completamente diferente no Brasil, vida essa que eu não tenho ideia de como seria.
Minha mãe vive no Brasil e não pensa em mudar pra cá, mas eu acho que hoje ela entende um pouco da escolha que eu fiz quando resolvi sair do Brasil. Ela está encantada com a segurança e a beleza de Vancouver. Andar livremente sem medo é uma sensação muito boa que, infelizmente, não faz parte da realidade da maioria dos brasileiros.
No mundo perfeito ela e toda a minha família estariam aqui comigo, mas o mundo não é perfeito.
Que Deus abençoe a nossa semana. Uma boa noite pra vcs.