"Agrada-te do Senhor, e Ele satisfará os desejos do teu coração. Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nele, e o mais Ele fará." Sl37: 4-5















sábado, 20 de agosto de 2011

O casamento

Como eu já havia contado pra vcs, eu fui escolhida como madrinha do casamento de uma de minhas queridas primas e, apesar de relutar um pouco em aceitar, por causa da minha atual aparência, eu não tive como dizer não. A festa foi ontem e eu vou dividir com vcs algumas coisas que aconteceram comigo.
1- O cabelo: Levei minha peruca pra um salão muito renomado daqui de Salvador 2 antes da festa e a deixei com o cabelereiro pra ele ter tempo de trabalhá-la.
Ontem, ao chegar no salão, passei primeiro pela maquiagem pra, em seguida, fazer o cabelo. Eu confesso que estava meio discrente que fosse dar certo, estava duvidando que o cabelereiro conseguisse me convencer de que eu tinha cabelo; mas, como "quem tá na chuva é pra se molhar", então, eu tb estava aberta às ideias.
Montaram a peruca na minha cabeça num estilo festa, com topete, fivela, enfim... muita gente no salão elogiou, inclusive, minha mãe, que não mentiria pra mim. Mas não me convenceu muito não.  Sabem o que eu via no espelho??? uma drag queen rsrsrsrsr... sério, eu não consegui me achar bonita com a peruca, era uma aparência muito fake de mim mesma.
Bom, mas eu me esforcei pra gostar, afinal, eu tinha um casamento pra ir e eu estava disposta a dar o melhor de mim... não tudo de mim,  eu não contava com dor. Estava tudo bem até minha cabeça começar a "pipocar" com uma dor insuportável!!! eu sentia como se alguma coisa estivesse espremendo meus miolos... sem exagero!!! Contei os segundos do salão até em casa, estava quase arrancando a peruca no carro mesmo de tanto que estava doendo; foi só chegar em casa que eu tirei a peruca fora e a dor, como num passe de mágica, desapareceu.
Gente, eu pensei no meu marido, pensei que não importava o dinheiro que ele tinha gasto na peruca, se fosse pra doer daquele jeito eu não ia usar por nada!!! mil vezes os lenços...
Eu já estava decidida a usar um dos meus lenços na festa se a peruca voltasse a me causar dor, mas, numa última tentativa, dando chance a peruca, eu retirei a meia da minha cabeça, que o cabelereiro colocou pra evitar que eu suasse, ajustei do meu jeito, e eu consegui sair com ela na cabeça; eu só não sabia se daria pra ficar a festa toda de peruca, por isso, levei meu lenço por precaução.
Muita gente não me reconheceu, mas, de uma forma geral, todo mundo gostou do resultado. Eu não sei se pra me agradar, mas, muitas pessoas próximas disseram que não dava pra perceber que não era meu cabelo. Eu confesso que a experiência valeu, porém, eu me sinto muito mais eu com os lenços.
2- A emoção: Tive que me controlar pra não chorar mais que os noivos... o casamento foi muuuuito emocionante!!!
Eu estava feliz pq ontem fazia uma semana da minha última quimio e eu estava cercada de pessoas queridas celebrando um momento tão especial na vida de duas pessoas muito importantes pra mim.
A entrada na igreja foi de arrebentar, não só a minha, como madrinha, mas, principalmente, da noiva, que estava belíssima, tanto no exterior, como no interior, já que os olhos dela irradiavam alegria. O momento que ela se encontrou com o noivo no altar eu tive que me conter, foi muito lindo, os dois emocionados transbordando amor e felicidade pra todos presentes, foi um momento pra se guardar de lembrança... lindo demais!!!
3- A festa: Eu achei tudo perfeito, em minha opinião, foi um casamento dos sonhos.
Mas eu fico pensando que o que me tocou, o que me emocionou e me marcou tão profundamente, não foi a impecabilidade da decoração, do buffet, do evento em si, mas poder fazer parte da união de duas pessoas que se amam de verdade e que, realmente, pretendem ficar juntos por toda a vida, coisa rara nos dias de hoje.
Bom amigos, vou ficando por aqui pq a minha pequena está querendo minha atenção.

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir