"Agrada-te do Senhor, e Ele satisfará os desejos do teu coração. Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nele, e o mais Ele fará." Sl37: 4-5















segunda-feira, 14 de abril de 2014

Todo erro tem consequência

Oi gente, tô passando aqui rapidinho pra contar uma experiência que eu tive hoje.
Eu já tinha comentado aqui no blog anteriormente que eu fiquei um tempo ilegal nos EUA, enquanto eu esperava o green card do meu marido. Ele tinha um work permit e estava esperando o green card quando nos conhecemos. Pra ter direito ao processo dele eu teria que sair e correria o risco de não poder voltar. Pois é, fiz merda!!! Não foi nada premeditado, aconteceu por inúmeros motivos que não vem ao caso, eu saí de lá, mas deixei esse assunto pendente na minha vida. Eu sabia que não podia, nem mesmo sendo cidadã canadense, atravessar a fronteira sem correr o risco de dar explicações ou até mesmo de ser deportada. Pois bem, minha mãe e irmã pediram que eu fosse tentar o visto pra encontrar com elas na Flórida em junho. Eu sabia que a chance de ser negado era muito grande, mas eu resolvi tentar, pq, no mínimo, eu conseguiria encerrar essa parte errada da minha história.
Fui ao consulado, passei por todo aqueles estresse de vistoria e fui pra tal entrevista. O cara que me atendeu foi educado, porém frio. Ele não tinha nenhuma informação que me comprometesse no sistema, mas quando ele abriu o formulário que eu preenchi, com as informações verdadeiras, ele começou a me perguntar mil coisas e registrar no computador. Depois ele imprimiu uma folha, me deu e explicou que naquele momento eu não poderia receber o visto, mas que eu estava apta pra aplicar pro waiver, o perdão, um processo que pode levar até um ano.
Eu tenho duas opções: aplicar o waiver e ter a chance de ser perdoada pelo tempo que eu fiquei lá ou não aplicar e ter que esperar completar o prazo de 10 anos pra entrar nos EUA novamente. Eu já tenho 6 anos fora, faltam 4.
Fiquei triste, mas aliviada. Pq agora está tudo esclarecido e eu não tenho mais uma situação indefinida, sabe???
Não faço questão de ir nos EUA, mas o poder passar por lá me economizaria uma grana boa em passagens pro Brasil rsrsrsrsr... Mas, enfim, todo erro tem consequências. Tenho que encarar as minhas, né???
Boa noite


5 comentários:

  1. ah ta, voce escreveu antes que esperava o green card, agora fala que ficou illegal..A estoria se encaixa. Aplica o waiver e zera este tempo. Os americanos sao fenomenais, sempre dando chance.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito fácil atirar pedra,o difícil é subordinar a elas. Sou totalmente favorável a liberdade de expressão, todavia comentários como esse além de dispensáveis são deploráveis. É óbvio que o sistema americano tem suas falhas, porém falhas estão presente em qualquer sistema e te garanto que não são poucas as nações que apresentam situações "piores" e "absurdas" como a supracitada. Não sou adepto a generalizações, tendo em vista que cada caso tem as suas peculiaridades que o caracterizam como único.O repúdio a ilegalidade, uma vez que esta transgride a lei não permite que o outro tenho acesso aos objetivos,sacrifícios e escolhas que o imigrante teve que fazer por diversas circunstâncias.Não estou à defesa do ilegal, porém o que falta nas pessoas no mundo contemporâneo é a sensibilidade que nos torna de fato humanos. Antes de criticar é necessário procurar entender o outro, afinal apesar das diferenças, "supostamente" estamos entre iguais.Será que se fosse vc "Anônimo" ou algum parente ou conhecido vc teria a mesma opinião? Reflita.

      Excluir
  2. Oi anônimo, como é fácil julgar e atirar pedra, hein??? rsrrsrrs... eu casei com uma pessoa que tinha work permit, mas não tinha green card... pra entrar no processo dele eu teria que deixar o país... mas, enfim, isso não justifica, como eu disse, fiz merda e paguei por isso...não com o visto negado, paguei quando saí dos EUA e deixei pra trás um filha, que morreu, amigos, igreja e etc... O waiver está disponível pra quem matou, dirigiu bêbado, pra quem roubou, pra quem está doente e pra pessoas muito ruins como eu, que fiquei um tempo nos EUA esperando o green card do meu marido, Eu acho que de toda essa lista eu sou a pior rsrsrrsrs.... Tenho certeza que vc é um exemplo a ser seguido...

    ResponderExcluir
  3. Oi Renata,
    Uma vez alguem me escreveu, perguntando se ele aplicasse o waiver, se ele seria perdoado e quanto tempo isto levaria...? hellooooo, eu nem sabia o que era isto, pque era uma brasileira morando no Canada e isto era um post do orkut sobre imigracao. A pessoa entao repetiu a pergunta no meu perfil confidencial. Disse que morava no Canada mas tinha um job de motorista e precisava atravessar a fronteira. Na ultima vez, foi barrado com tudo e perdeu o emprego. Eu respondi que nao sabia o que era isto e que ele procurasse um advogado ou official, sei la...a pessoa me disse uns desaforos e me cancelou. Ora bolas, a partir dali eu vi que o orkut era perigoso . Estou contando isto pque agora lendo seu post, eu entendi...Realmente nao sabia. Eu pensava que era um visa mais poderoso que a pessoa podia ser quase um cidadao. Serio. E tbem nunca pesquisei.
    Acompanho seu blog desde qdo chegou aqui e tbem li algo sobre green card etc...Nao defendendo anonimos e julgando situacoes, mas ca para nos, os USA e Canada sao os unicos que pedem visto..tem cidades na Europa de brasileiros e ninguem fala em illegal ou legal ou visto. Entao a politica nao eh tua, kkkkkk.

    ResponderExcluir
  4. Que bom, Renata. O que aconteceu esta no passado, e nao pode ser mudado. Mas a possibilidade de resolver uma questao que esta ha tempos te incomodando ja alivia um pouco! Espero que de td certo!!

    ResponderExcluir